DEPENDER DO OUTRO


DEPENDER DO OUTRO

O sofrimento pode ser resumido num aspecto: depender do outro. Acho que a melhor frase que fazem entenderem a questão da busca da felicidade é a frase de um músico desse planeta: ‘que seja eterno enquanto dure’.

Não estou falando só de amor, de casamento, de namoro, mas sim em depender do outro. Mãe depender de filho, amigo depender de amigo. A dependência que têm do outro para ser feliz.

Enquanto depender de alguma coisa para ser feliz, está na beira do abismo e cairá no sofrimento.

Participante: não tem escapatória, vamos estar sempre no abismo para sofrer.

Não, tem escapatória sim. Você pode conviver com quem quiser, sem sofrer. Para isso é preciso que não se entregue a ninguém. Não entregue o seu bem mais precioso na mão de ninguém.

A coisa mais importante do mundo, que é estar em paz, é ser feliz. Você entrega esse bem na mão do outro: ‘me faça feliz’.

Você pode conviver ou viver com quem quiser, mas não se entregue na mão do outro. Não entregue a sua vida na mão do outro.

Esse outro que estou falando são todos. Não se entregue a ninguém, não importa se é pai, mãe, filho, gêmeo grudado, porque cada ser é uma consciência e cada uma delas possui uma condicionalidade diferente.

Entregando sua vida na mão de alguém, vai sofrer. Não importa o quanto sua mente diga ‘nós somos felizes, vivemos bem.’ Não acredite nisso, pois no dia seguinte cada um irá para um canto.

Essa é outra coisa que deixa um espírito estupefato quando se desliga da materialidade: ver o quanto vocês se entregam na mão do outro. O quanto se transformam em dependente do outro para ser feliz.

Todo ser humano é egoísta. Por esse motivo pensa na felicidade dele, nunca na sua. Pensa em satisfazer as condições dele, não as do outro. Não estou acusando ninguém de ser mau, de fazer o mau. Ser egoísta é característica do ser humano. O que estou dizendo é que não podem acreditar no amor ou companheirismo criado pela mente.

Também não estou dizendo que vocês têm que viver com a consciência de que vão se separar um dia. Não é isso. Pode ser que vivam juntos a vida inteira. O que estou falando é que não podem depender do outro para ser feliz. Nunca. Quem depende de alguém vai sofrer, vai ter contrariedades.

É exatamente o que disse: o bem mais precioso da vida, aquele pelo qual você luta a vida inteira, torna outra pessoa responsável por ele. Digamos que amanhã aconteça um problema. Não estou falando de discórdia entre vocês, mas o outro morre. E aí, como você vai viver? Em sofrimento. O que poderá fazer para acabar com ele? Nada.

Um dia uma pessoa me pediu ajuda para aplacar a dor da perda do pai. Disse que não podia fazer nada por aquela dor, mas podia ajuda-lo a não vive-la outra vez. Como? Desapegando-se de todos os seres humanos. Aquela dor ele sofrerá até o fim por causa do apego que deixou ser criado quando o pai era vivo.

Já cansaram de me falar sobre solidão. Sempre respondo: só vive sozinho aquele que não consegue viver consigo mesmo. Quem consegue viver consigo, quem depende apenas de si mesmo para ser feliz, não precisa de ninguém do lado dele. Ele se basta.

Isto não é egoísmo: é assumir a si mesmo. Assumir-se como responsável pela sua felicidade. Se não assumir que você é o único responsável pela sua felicidade e pela sua infelicidade, vai continuar sofrendo. Vai estar sempre dependendo de alguém que lhe faça feliz.

Viu como faltava uma coisa a ser falado? Uma coisa importante, que vocês se entregam e acham maravilhoso…

Por journey

system analyst lawyer journalist ambientalist

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: