ALIMENTAÇÃO, ATIVIDADES FÍSICAS E CONTROLE DO ESTRESSE: QUAL A RELAÇÃO COM A SUA SAÚDE?


Estar saudável envolve o completo bem-estar físico, mental, psicológico e social, diz especialista

A busca por mais saúde e qualidade de vida vem ganhando cada vez mais relevância entre a população, em especial neste período de pandemia. Para te ajudar a melhorar ou manter sua saúde física e mental, conversamos com um de nossos especialistas, o Dr. Lucas Vargas, clínico geral do Grupo Santa.

Segundo o médico, o tripé: Exercícios físicos; boa alimentação; e controle do estresse é uma combinação infalível. “Devemos escolher comer bem e não fazer dietas restritivas que nos estressam e só funcionam por pouco tempo. Também é fundamental criar o hábito de realizar exercícios físicos e dedicar um tempo do dia para uma atividade que nos dê prazer. Por fim, o controle do estresse também é um importante aliado nessa manutenção”, orienta o especialista.

O médico lista, ainda, outros fatores importantes, como qualidade do sono, cultivo de laços sociais positivos, hidratação, alongamentos e pausas frequentes ao longo do dia. “Ter uma boa saúde não é apenas ostentar um corpo são e livre de doenças. Esse conceito vai muito além. Na verdade, esse estado saudável abrange todo o completo bem-estar físico, mental, psicológico e social de uma pessoa. Essa condição pode ser melhorada com a adoção de práticas mais benéficas e a retirada de hábitos considerados negativos”, afirma.

Leia entrevista completa com o médico e descubra como manter sua saúde e dar um salto de qualidade de vida:

Quais devem ser os hábitos para quem deseja melhorar sua imunidade e ter mais saúde?

Gosto muito de dizer que o segredo para manter uma vida saudável não é segredo para ninguém. Podemos rapidamente nos basear em um tripé: Exercícios físicos, alimentação e controle do estresse. Vários hábitos de vida podem colaborar para a manutenção e melhora deste quadro, porém, basicamente, seguir um estilo de vida com base nesses três elementos nos leva a uma excelente qualidade de vida.

E isso deve ser uma escolha diária, e não apenas por um período. Devemos escolher comer bem e não fazer dietas restritivas que nos estressam e só funcionam por breves períodos. Devemos criar o hábito de realizar exercícios físicos, dedicar um tempo para uma atividade que nos dê prazer em realizar. O controle do estresse também é um importante aliado nessa manutenção.

Além da questão da alimentação, exercício físico e vida social, quais outras dicas são importantes para se manter saudável?

Não devemos esperar uma doença aparecer, podemos realizar os rastreios adequados, tomar vacinas, cuidar do corpo e realizar exames periódicos. O ditado “prevenir é melhor que remediar” segue muito atual. Devemos, ainda, adotar outros hábitos para evoluir ainda mais e a saúde física e mental, tais como:
• Dormir bem e ter sono de qualidade;
• Cultivar laços sociais positivos;
• Alongar-se durante o dia;
• Fazer pausas regulares e programadas;
• Beber bastante água;
• Dar a devida atenção à saúde, cuidado e prevenção.

Qual o papel da nutrição, exercício, controle do estresse, bom sono e cultivo de relações saudáveis para a nossa saúde?

São todos passos muito importantes no objetivo maior que é ser saudável. Cuidar da saúde vai fazer com que o indivíduo tenha uma vida mais feliz e satisfatória. Além disso, podemos evitar a necessidade de desembolsar altos valores com medicamentos. Ter uma boa saúde não é apenas ostentar um corpo são e livre de doenças. Esse conceito vai muito além. Na verdade, estar saudável envolve todo o completo bem-estar físico, mental, psicológico e social de uma pessoa. Essa condição pode ser melhorada com a introdução de práticas mais benéficas e a retirada de hábitos considerados negativos.

Quais os principais benefícios da prática regular de exercício?

A prática de atividades físicas traz muitos benefícios para o corpo e a mente. É como uma caixinha de ferramentas, durante e após o exercício físico existe a produção de diversas substâncias no nosso corpo, dentre elas hormônios e até analgésicos:
• Fortalece os músculos, ossos e os tendões;
• Fortifica o sistema imunológico.
• Proporciona mais resistência;
• Melhora a circulação sanguínea;
• Reduz os riscos de ocorrência de doenças cardiovasculares;
• Previne infarto;
• Ajuda no controle do diabetes e da hipertensão;
• Reduz os sintomas de depressão, estresse e ansiedade;
• Melhora a qualidade do sono.

Como garantir uma boa noite de sono?

É possível combater a insônia por meio da mudança de alguns hábitos, que chamamos de ‘higiene do sono’:
• Não leve o celular para a cama;
• Desligue a televisão e outros aparelhos;
• Consuma comidas leves e de fácil digestão;
• Evite ingerir cafeína e chocolates próximo da hora de dormir.

A hidratação também é peça chave para ter mais saúde. Quais são os benefícios de uma correta ingestão de líquidos?

O consumo adequado de água também nos ajuda em diversos processos, pois:
• Facilita o processo digestivo;
• Reduz o inchaço;
• Ativa a circulação sanguínea;
• Garante o bom funcionamento dos rins;
• Previne a prisão de ventre;
• Reduz casos de cãibras;
• Regula a temperatura do corpo, dentre outros.

Com relação ao tabaco, quais danos o cigarro pode causar à saúde?

O tabagismo é um hábito muito nocivo, tanto em curto quanto em longo prazo. Devemos evitar cigarro, narguilé e cachimbo. Eles contêm tabaco, nicotina e outras centenas de substâncias perigosas que causam progressivos danos celulares.

Com o passar dos anos, esse hábito vai comprometendo a capacidade respiratória e contribui para o surgimento de asma, bronquite, doença pulmonar obstrutivo-crônica, doenças cardiovasculares e, até mesmo, o câncer de pulmão. Além disso, o fumante prejudica as pessoas ao seu redor, mesmo de forma indireta. Isso porque elas também estão expostas às substâncias nocivas e podem ser vítimas das mesmas doenças que mencionamos acima — é o chamado fumante passivo.

E quanto ao consumo excessivo de álcool, o que isso pode representar para a nossa saúde?

As pessoas, em geral, compreendem que bebidas alcoólicas são prejudiciais à saúde, mas muitas delas não sabem exatamente quais são os riscos do uso nocivo de álcool. O consumo exacerbado pode causar danos no organismo, a curto e longo prazo.

Os efeitos imediatos da ingestão excessiva de álcool incluem fala arrastada, comprometimento motor, perda dos reflexos e confusão, chegando a provocar vômito e até levar ao coma. Já a longo prazo, pode elevar o risco de várias complicações de saúde. Isso sem contar as lesões resultantes de violência e acidentes de trânsito. Além disso, o álcool pode levar a doenças como desnutrição, hepatite alcoólica, cirrose hepática, gastrite, distúrbios emocionais, pancreatite, entre vários outras.

Por journey

system analyst lawyer journalist ambientalist

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: