O SEGREDO DA BONDADE


Quem é bondoso de fato
não renuncia
à sua própria consciência
para obedecer à vontade de outro ser.

Nem para ceder às ordens
de algum mestre externo.

Nem às pressões de uma organização.

Um ser bondoso de fato
não se deixa manipular.

Não teme a aparente solidão,
e a acolhe quando necessária.

Não cai em chantagens
emocionais, mas abre
um caminho novo.

A cada passo
o ser bondoso busca sabedoria.
E assim cresce a paz em seu coração.

Nele o desejo mutável da alma mortal
perde força, diante da vontade firme,
e luminosa, e estável, da alma espiritual.

Por um detalhe apenas,
ele pode ser chamado de altruísta:

porque vê que sua verdadeira alma
é também a alma de todos.

Mas ele compartilha a alma,
e não a máscara, dos outros.

Ele compartilha a calma,
e não a ignorância ilusória
de quem não conhece a si mesmo.

Sua bondade é secreta.
Nem todos a vêem.
Nem todos a querem ver.

Poema de Carlos Cardoso Aveline.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s